sexta-feira, janeiro 27, 2006

Lombalgia

A temperatura aqui é ligeiramente superior à de Braga, mas este frio seco, a cuja exposição prolongada o meu organismo já não está habituado, está a deixar mazelas. Vou agora abrir o quarto pacote de lenços de papel desde ontem. Os lábios, gretados de tão secos, doem-me. E de cada vez que preciso de espirrar ou tossir já sei que me espera uma dor aguda.
Fui forçado a prolongar a estadia em Penamacor devido a uma lombalgia aguda ou algo com um nome parecido e igualmente estranho. Ao carregar uma caixa na bagageira do carro, fiz um movimento errado que me provocou uma dor forte na zona dos rins e me condicionou os movimentos… Fiquei assim impossibilitado de realizar a viagem de 330km de regresso a Braga.
A maior dificuldade ou desafio está em descobrir uma posição suficientemente confortável. Seja sentado, deitado ou em pé. Todas parecem não o ser… pelo menos por mais de 5 minutos. E, desta forma, fica inclusivamente complicado fazer algo que pudesse, pelo menos, minimizar este estado de convalescença: ler.
Aguardo o efeito dos medicamentos, que tarda… ou então é a minha paciência que está reduzida… Mas, pelas dores, deve ser mesmo a primeira hipótese. Só pode!

2 comentários:

Jorge Sanches disse...

Olá Jorge,

vi o teu blog e adicionei-o ao de Penamacor. Queres escrever por lá?
Manda-me o teu email
Um abraço

adsum disse...

As melhoras! Os amigos de Braga cá te aguardam! Espero que essas dores não condicionem muito as danças... beijos